As mais famosas teorias da conspiração sobre celebridades.

Elvis não morreu A afirmação tornou-se um ditado popular. Há quem jure de pé junto que Elvis Presley não morreu em 1977. Aos 42 anos, o rei do rock estaria cansado dos fardos do sucesso - e há quem diga que ele estava recebendo ameaças de mafiosos - quando decidiu forjar a própria morte para poder viver em paz. Algumas pessoas afirmaram ter visto um homem idêntico a Elvis desembarcar em um avião na Base Aérea da Argentina - país em que o cantor tinha uma casa - e seguir para uma limusine exatamente um dia após a sua "morte". Além disso, o cadáver de Elvis também seria aparentemente mais jovem que o artista, além de mais magro. Na certidão de óbito do cantor constava que ele pesava 70kg, quando na época ele tinha mais de 100kg. Há diversas outras afirmações e suposições sobre o caso, e a teoria nunca foi comprovada, nem totalmente refutada. O caixão de Elvis está selado. 



Michael Jackson também não Outro que estaria vivo rindo dos reles mortais que o prantearam seria Michael Jackson. Inspirado pela lenda de Elvis, o rei do pop também teria falsificado a própria morte para viver uma vida de paz longe dos holofotes. Há vídeos e fotografias tiradas por todo o mundo de pessoas que acreditam ter flagrado o cantor circulando por aí. Além disso, os argumentos usados pelos apoiadores da teoria dizem que Michael teria gravações de segurança de toda sua casa, mas que as fitas do dia de sua morte sumiram misteriosamente. O corpo do cantor não teria sido reconhecido inicialmente pelos paramédicos, e ele teria assistido à encenação do seu próprio funeral. A maior dica deixada pelo rei do pop para seus fãs estaria no título do disco "póstumo" que será lançado em maio de 2014, Xscape - que seria uma declaração sobre o fato de Michael Jackson ter escapado do mundo da fama e teria sido gravado, na realidade, depois de sua morte.


Paul McCartney morreu em 1966. Um acidente automobilístico - que realmente aconteceu - teria matado Paul McCartney em 1966. É isso o que diz uma das teorias da conspiração mais populares do mundo. Segundo os teóricos, o crescente sucesso da banda teria feito com que eles negassem a morte do baixista e o substituíssem por um sósia, que já teria trabalhado como seu dublê nos clipes de A Hard Day's Night e Help!. Dizem alguns que uma emissora até chegou a anunciar a morte de Paul, mas o caso logo foi abafado. Apesar disso, os Beatles teriam deixado pistas do fato em diversos trabalhos, e as mais conhecidas estariam nas capas dos discos Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1967) e Abbey Road (1969). McCartney está de costas em duas fotos do encarte de Sgt. Pepper’s e, na capa, aparece abaixo de uma mão que estaria sinalizando sua despedida. O nome da banda aparece gravado como Beatles, ao invés de The Beatles, por não apresentar a formação original. Na capa de Abbey Road, Paul é o único com o passo trocado e descalço (modo usado por algumas religiões para enterrar os mortos). Um carro acabou de passar por sua direção, e há um fusca com a placa IF28 - que significaria "se" estivesse vivo teria 28 anos. Há diversas outras "provas" em músicas e encartes. Alguns dizem que os Beatles incentivaram a teoria para alavancar suas vendas... 



Anitta foi substituída no início da carreira. Ela estava à toda: a verdadeira Anitta tinha sido descoberta pela produtora e estava fazendo shows por todo o país. Mas, sem preparação psicológica para lidar com tamanho sucesso, ela teria cometido suicídio! Foi então que a nova Anitta foi contratada para substituí-la. As evidências seriam a mudança no estilo musical e as visíveis diferenças físicas - que não seriam resultados de plásticas. Como cláusula do contrato, a nova Anitta teria proibido que a chamassem de Larissa de Macedo. Bem humorados, os criadores da hipótese dizem ainda que a substituta não teria se acostumado com o sucesso e, por isso, teria xingado um fã durante um show. A teoria cita diversos outros motivos pelos quais você deveria acreditar que a poderosa não é a mais a mesma. Será que alguém levou isso à sério? 


Lady Di foi assassinada pelo serviço de inteligência britânica. Em 1997, o carro da princesa Diana foi perseguido por paparazzi e acabou colidindo no túnel da Ponte de l'Alma, em Paris. O acidente resultou na morte da princesa, de seu então namorado, o bilionário egípcio Dodi Al-Fayed, e do motorista, Henri Paul. Diversas teorias envolvem a morte de Lady Di, mas a mais popular delas diz que foi a própria monarquia que encomendou o que seria um assassinato premeditado. Divorciada de Charles, Diana poderia se casar com Dodi, transformando o árabe no padrasto dos herdeiros do trono, William e Harry. Isso enfraqueceria a Inglaterra ao estremecer as relações com os países ocidentais. O único sobrevivente do acidente foi o segurança Trevor Rees-Jones, que também seria o único usando cinto de segurança - o que não era normal, pois sua profissão requer mobilidade. Ele afirma não lembrar de detalhes do ocorrido. 


Nicolas Cage é um não humano imortal. Notou a semelhança? Reza a lenda que Nicolas Cage e outros astros são, na verdade, seres não humanos que integram o Círculo Fechado de Hollywood. Eles teriam a habilidade de se regenerar após um ciclo de vida humano - em média 80 anos. A teoria surgiu depois da popularização de um retrato datado de aproximadamente 1870, que mostra um homem parecidíssimo com Nicolas Cage. A imagem teria sido comprada no eBay por mais de 1 milhão de dólares por um homem que alega investigar a existência de "vampiros". 


Keanu Reeves também é imortal. Outra celebridade claramente imortal poderia ser Keanu Reeves. As imagens acima provariam a teoria. Elas mostram um homem desconhecido, em 1530; Paul Monet, em 1875; e o próprio Keanu, já vivendo sua personalidade de astro de Hollywood, em 1996, 2000 e 2011. Percebe como Keanu Reeves não envelhece de fato, apenas volta a viver seu ciclo imortal? Aliás, os próprios membros do Círculo Fechado seriam os responsáveis pela fundação de Hollywood. Eles teriam se cansado de viver escondidos e desejariam ser adorados. Um caminho sem volta, hein? Há imagens de várias outras celebridades sendo comparadas com retratos de "seu passado". 


Kurt Cobain foi assassinado por Courtney Love. As discussões sobre o suicídio de Kurt Cobain não param, mesmo vinte anos após o caso. Kurt foi encontrado morto no dia 8 de abril de 1994: ele atirou em si mesmo após consumir uma alta dose de heroína. Porém, muitos fãs acreditam que a morte do ícone do rock foi arquitetada por sua então esposa, Courtney Love. Na época, a teoria foi iniciada por Tom Grant, investigador contratado pela própria Courtney para procurar seu marido antes do corpo ser encontrado. Ela teria encomendado o assassinato porque não aceitava a ideia de um possível divórcio. Até 2012, Love foi responsável pelos direitos de imagem de Kurt e travou brigas judiciais com o baterista Dave Grohl pelos direitos do Nirvana. Entre as afirmações feitas pelos fãs estão: a carta de suicídio deixada por Kurt seria um texto comum escrito pelo cantor, a dose de heroína usada seria grande demais para que ele se mantivesse acordado para efetuar o disparo e alguém teria tentado usar seu cartão de crédito repetidamente após sua morte. A teoria vai virar filme, intitulado Soaked In Bleach, com estreia prevista para este ano. 


Xuxa tem um pacto com o diabo. O sucesso rápido de Xuxa fez muita gente acusar, ainda nos anos 1980, a rainha dos baixinhos de ter feito um pacto com o diabo. Ninguém sabe de onde surgiu a história, mas, com certeza, quase todo mundo já ouviu falar dela. Suas músicas estariam permeadas de mensagens subliminares e os discos tocados ao contrário (era a saudosa época do vinil!) gerariam frases do mal, como "Doce, doce, doce" que viraria "Sangue, sangue, sangue". Até o nome usado pela cantora teria origem oculta. Além disso, a boneca da Xuxa foi acusada de ganhar vida e matar crianças! Por mais absurdo que tudo isso soe, muita gente acreditou e a cantora já teve que explicar várias vezes que nada da história é verdade.


Hitler morreu no Brasil.Há uma teoria muito difundida de que Adolf Hitler não teria cometido suicídio em Berlim, no ano de 1945. Ele teria, na realidade, se refugiado no Brasil até morrer aos 95 anos, em 1984! A autora do livro Hitler no Brasil - sua vida e sua morte, Simoni Renee Guerreiro Dias, afirma ter provas de que o líder nazista teria passado o resto de sua vida na pequena cidade de Nossa Senhora do Livramento, em Mato Grosso, sob o nome falso Adolf Leipzig. O sobrenome adotado seria uma homenagem a Sebastian Bach, tal qual a praça berlinense que leva o nome de Leipzig, cidade onde morreu o compositor. O tal "Adolfo", que ficou conhecido como "Alemão Velho", era desconfiado, não gostava de conversa e nem que mexessem em suas coisas. Conta uma testemunha que um dia, ao precisar de atendimento hospitalar, uma freira polonesa lhe negou atendimento afirmando que aquele era um homem sanguinário. Como muitos nazistas de fato se refugiaram na América do Sul naquela época, a teoria convenceu muita gente.


Tancredo Neves foi envenenado para dar lugar a Sarney. Uma morte que causou comoção - e boatos! - em todo o país foi a de Tancredo Neves, o primeiro presidente civil eleito após a ditadura militar. Sua posse estava marcada para o dia 15 de março de 1985, mas ele foi internado às pressas na véspera da data devido a dores abdominais. No dia 21 de abril, a morte de Tancredo foi anunciada para o Brasil. A causa mortis oficial é uma diverticulite, mas as teorias dizem outra coisa: a principal delas alega que Tancredo Neves foi envenenado pelos apoiadores do regime militar que queriam emplacar a candidatura de seu vice, Sarney. O próprio Tancredo teria preferido outro sucessor. Seu mordomo, João Rosa, morreu apresentando as mesmas dores - e sua esposa teria ouvido de Chico Xavier: 'Que pena, envenenaram ele, como fizeram com o doutor Tancredo'. Outra versão afirma que ele foi vítima de um atentado - teria recebido um tiro que o matou no dia 15 de março, mas sua morte só foi anunciada dias depois para não levantar suspeitas. A jornalista Glória Maria, que estava cobrindo o caso, teria presenciado a situação e teria sido enviada para fazer coberturas no exterior para manter o silêncio. Há também a teoria de que a morte teria sido causada por "trabalhos" de origem sobrenatural. Enfim, a morte de Tancredo vai dar o que falar por ainda muitos anos. 


John F. Kennedy foi assassinado pela CIAO ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy desfilava em um carro aberto quando foi assassinado com tiros, em 22 de novembro de 1963. O ex-fuzileiro naval Lee Harvey Oswald, desertor da União Soviética, foi preso como autor dos disparos. Acusado pelo governo de ter trabalhado sozinho, ele foi assassinado, apenas dois dias depois, pelo ex-gerente de boate, Jack Ruby, enquanto era transferido para outra prisão. Ele não chegou a ser julgado e não pôde esclarecer detalhes do caso. A versão oficial não convenceu muita gente. Uma pesquisa divulgada pela agência de pesquisa norte-americana Gallup em 2003 revelou que apenas 19% dos americanos acreditam que o atirador trabalhou sozinho. As teorias mais difundidas dizem que a morte foi encomendada pela CIA, que via JFK bater de frente com seus principais diretores, ou pela máfia, que estava descontente com a política do governante. Muitos livros sobre o caso também sustentam a ideia de que os disparos - que foram 3 de acordo com a investigação oficial e 4 de acordo com análises que apoiam a teoria - foram realizados por mais de um atirador. 


Friday canta o assassinato de Kennedy. Sabe Friday, a canção da Rebecca Black que alcançou o maior índice de rejeição da história do YouTube? Talvez ela não seja tão boba quanto muitos acham... Teve gente que analisou a música frase por frase e diz que ela fala sobre o assassinato de John F. Kennedy, que aconteceu numa sexta-feira. O verso "Everybody's rushin'" seria uma referência fonética a "Everybody's russian" (todo mundo é russo). Depois de JFK ser baleado, "Get down" foi gritado para Jackie Kennedy, e está no refrão da música: "Got to get down on Friday". Dizem que, na semana seguinte, JFK poderia assinar uma lei que daria direito a transporte gratuito para os estudantes. Adivinha o que canta Rebecca? "Tenho que ir para o ponto de ônibus"! E "tenho que comer meu cereal" seria uma referência ao ex-presidente ter trocado o seu tradicional café da manhã - salsicha, torradas e ovos - por essa refeição no dia de sua morte. As suposições continuam...


Piu-Piu é um agente alienígena infiltrado na Terra. Sim, nem as celebridades dos desenhos animados estão a salvo. Sobrou até para o Piu-Piu. Dizem que o desenho é um plano alienígena para preparar os humanos para a miscigenação com raças extraterrestres. Enquanto você estaria distraído assistindo ao Piu-Piu, eles estariam colocando em ação os planos mirabolantes que envolverão uma guerra nuclear consentida por governantes terráqueos. Será que a ação é feita em parceria com o Círculo Fechado de Hollywood? 

fonte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente com o Facebook: