Coração vagabundo

Um olhar significativo em uma sala lotada, um sorriso de canto de boca, o inebriante cheiro de um perfume. Ao que parece, esses ingredientes são o suficiente para um homem ficar completamente apaixonado. Uma pesquisa realizada na Inglaterra descobriu que metade dos homens se apaixonam logo após o primeiro encontro, um quinto deles chegam a cair de amores à primeira vista.

A ala feminina, ao contrário, precisa de mais tempo para abrir a guarda e decretar que o tal fulano é mesmo o amor de sua vida.O estudo realizado pelo professor Alexander Gordon, psicólogo e membro da Sociedade Britânica de Psicologia foi feito sob encomenda para o lançamento do romance de Elizabeth Noble, "The Way We Were", e envolveu 1.500 homens e 1.500 mulheres com idades entre 16 a 86.

Na pesquisa, um em cada cinco homens afirmou ter se apaixonado à primeira vista, pouco mais da metade depois de um primeiro encontro e quase três quartos tinham se entregado completamente às suas pareceiras após o terceiro encontro. Em contraste, apenas uma em cada dez mulheres disse ter experimentado o amor à primeira vista. A maioria esperou até pelo menos a sexta saída para decidir se eles tinham ou não "alguma coisa séria".

Os resultados parecem ir de encontro com a máxima popular de que os homens são mais difícies de se apaixonarem e que as mulheres ainda são mocinhas de romances. Especialistas acreditam que os resultados podem dizer bastante sobre a diferença entre os sexos. Homens são mais pragmáticos na hora de afirmar terem "encontrado a mulher certa", entretanto a mulheres pesam os prós e os contras na escolha. "As mulheres são mais propensas a fazerem perguntas a si mesmas depois de conhecerem alguém. Elas levam em consideração se o homem fará com que elas se sintam seguram ou se será um bom pai para seus filhos", comenta Gordon.

Ainda de acordo com a pesquisa, o homem médio britânico se apaixona pouco mais de três vezes em sua vida, enquanto as mulheres se apaixonam apenas uma vez. Eles também são mais propensos a dizer "eu te amo" primeiro. Em comum, só uma coisa: homens e mulheres concordaram que foi muito difícil superar a perda do primeiro amor. Um em cada quatro confessou que nunca se recuperaram totalmente após terem o coração partido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente com o Facebook: